Receba nossa newsletter
19/10/2018

Sua empresa aproveita todo o potencial das tecnologias contratadas?

Estudo “Adoção de Tecnologias Disruptivas: Os Fins Justificam os Meios?” revela as novas relações entre empresas e o papel do TI na era digital

Os consumidores se acostumam ao uso das tecnologias com cada vez mais facilidade. Com um smartphone na mão, por exemplo, as pessoas exploram todas as funcionalidades para suprir suas necessidades sem dificuldades de adaptação. Mas quando falamos do âmbito empresarial, a adoção de novas tecnologias não costuma ser tão simples. E então surge um dos grandes desafios da transformação digital: atender a um consumidor conectado, exigente e que já espera o engajamento das empresas.

Neste cenário entra a atuação das equipes de TI, afinal, uma das respostas para os anseios da sociedade modernos está na tecnologia. Mas apenas ter a estrutura não é suficiente. Uma empresa não é como um indivíduo explorando um smartphone. A inteligência também é fundamental para que os investimentos funcionem. Por isso, os departamentos de TI estão muito ligados às estratégias das empresas na busca por melhores resultados.

Estes e outros desafios contemporâneos das empresas estão no estudo “Adoção de Tecnologias Disruptivas: Os Fins Justificam os Meios?”, encomendada pela Wittel à Frost & Sullivan. A pesquisa revelou dados importantíssimos para os profissionais da área, de lideranças de base à tomadores de decisão. Para explorar todos os cenários apresentados no estudo, a Wittel vai abordar em uma série de artigos os pontos levantados na pesquisa, como:

  • Relação entre tecnologia, eficiência e produtividade
  • Novos modelos de negócios
  • Obtendo o máximo das ferramentas tecnológicas
  • Como fazer os investimentos em TI gerarem o retorno esperado?

“Atualmente, 75% das soluções que as empresas utilizam não funcionam adequadamente por falta de engajamento e, por essa razão, os resultados são bem aquém do esperado. Desenvolvemos a nossa plataforma ‘WE-Tools’, com uma série de serviços integrados, para entregar resultados, o que se configura como uma grande oportunidade num mercado altamente competitivo”, explica Fernando Jardim Filho, sócio e responsável pela área de marketing da Wittel.

Sobre o WE-Tools

A plataforma une monitoramento e inteligência de negócios para extrair dados e gerar insights que realmente sejam úteis para os objetivos da empresa. O monitoramento preventivo e proativo acompanha o desempenho da infraestrutura e da solução, monitorando mais de 30 mil itens sensíveis aos usuários. Já na função de inteligência, há extração de indicadores e geração de insights para gerar melhores decisões e resultados. O WE-Tools também realiza análise das funcionalidades.

As inovações são necessárias para elevar a percepção de qualidade pelos consumidores, otimizar as operações, melhorar a comunicação interna e externa, dentre outras características. Mas como conciliar todas as mudanças e necessidades de adaptação nas equipes de TI? Essa e outras questões serão abordadas na nossa série de artigos.

Acompanhe nossas publicações e fique por dentro dos detalhes deste estudo para compreender o cenário atual da adoção de tecnologia e também as tendências futuras.

Baixe agora o whitepaper do estudo!

Comentários

Destaques

Últimas Notícias