Receba nossa newsletter
03/05/2019

Do diagnóstico da operação à execução: sinergia é fundamental para a conquista de resultados

Em tempos de consolidação da transformação digital, empresas necessitam de parcerias com experiência e espírito de inovação para atingir o sucesso, mas encontrar uma assessoria eficiente pode ser obstáculo

Um dos grandes desafios enfrentados pelas empresas está em encontrar prestadores de serviços da área de tecnologia capazes de aliar o conceito de pensamento e execução em sua proposta de atuação. Enquanto os clientes procuram por verdadeiros parceiros de estratégia para conquistar melhores resultados, do outro lado resiste uma limitação no atendimento às demandas. Quem vende consultoria não implementa tecnologias; já as integradoras não têm suporte de análise. Antes de contratar um prestador de serviços as empresas precisam compreender porque essas duas ideias devem andar juntas, como se fossem colunas de apoio vitais para sustentar o negócio.

Orientação por dados: vital para a sobrevivência pós transformação digital

Atualmente, não dá para imaginar a gestão de negócios sem uma atuação orientada por dados. A análise de big data, por exemplo, é utilizada pelas grandes empresas no mundo todo para gerar melhores resultados. De acordo com um levantamento do BI-Survey, esse método de atuação serve para conhecer melhores possibilidades de análises, construir modelos preditivos, analisar informações de fontes diferentes, acelerar o processo de tomada de decisão, dentre outros. É por isso que, para avançar em seus níveis de desempenho, as empresas estão cada vez mais focadas no diagnóstico das operações com base em dados. Essa geração de ideias representa a “coluna” de pensamento.

A importância de analisar dados não é nenhuma novidade e tem sido direcionada para os mais diversos objetivos. A coleta de informações aliada ao raciocínio analítico ajuda a entender comportamento de usuários, melhorar o relacionamento com clientes, aumentar vendas, lançar novos produtos, dentre muitos outros benefícios. Na comunicação interna, auxilia na compreensão de como colaboradores e stakeholders podem aderir novos sistemas tecnológicos de forma mais eficiente, otimizando processos e justificando investimentos em TI.

De acordo com Fernando Jardim Filho, sócio-diretor da Wittel, aplicar a expertise ao realizar diagnósticos a fim de melhorar resultados é o primeiro passo antes de partir para a implementação de tecnologias. “Para compreender quais as melhores aplicações para cada caso, é preciso compreender o contexto do negócio, considerando seus objetivos e possibilidades de melhorias. O ideal é apostar em um modelo contínuo de avaliação para garantir retornos satisfatórios”, explica.

Dos diagnósticos às implementações

Na coluna de execução, temos o outro lado do dilema. Consultorias prometem explorar ao máximo o conceito de análise, mas no momento seguinte, o de implementar tecnologias que têm o papel de colocar as ideias em prática, elas saem de cena. Seja porque o escopo do seu trabalho se restringe ao diagnóstico inicial ou porque ela não tem o expertise e aparato para integrar ou implantar aplicações. É aí que os contratantes dos serviços podem sentir falta de um retorno deste investimento, afinal, falta a concretização.

“As empresas sabem que precisam buscar melhores resultados, mas muitas vezes não possuem a expertise para aplicar o diagnóstico ou as ferramentas necessárias para melhorar os resultados. Além disso, os objetivos e demandas variam de acordo com as características da companhia, inviabilizando uma regra única que possa ser aplicada em todas as situações”, esclarece o executivo. A união da geração de insights construída na fase de diagnóstico (pensamento) com a capacidade de implementação (execução) tem feito a diferença em empresas que precisam se manter em constante atualização para continuarem competitivas. “A Wittel tem o propósito de oferecer essa visão consultiva aliada à capacidade de implementação das tecnologias. Desta forma, as empresas não ficam desamparadas na jornada de aprimorar seu desempenho”, complementa o executivo.

Comentários

Destaques

Últimas Notícias